<

Sociedade Portuguesa

>

O ano de 1938 foi marcante. Findara a Guerra Civil de Espanha, saldando-se na ascensão ao poder de Francisco Franco, e mantinham-se as tensões que acabariam por desembocar na eclosão da mortífera Segunda Guerra Mundial, em 1939. Em Portugal, porém, a turbulência que agitava a Europa e o Mundo parecia longínqua. Por cá foi lançado um concurso para apurar qual era a Aldeia Mais Portuguesa de Portugal. Concorreram 12 aldeias. O cobiçado Galo de Prata foi conquistado por Monsanto, numa competição de alto impacto e várias rivalidades. Este filme visita as galerias da memória e dá conta das transformações por que passou o País nas últimas décadas.


As múmias do Antigo Egipto renasceram em Lisboa para um documentário que acompanhou, a par e passo, o estudo radiológico de três múmias humanas do Museu de Arqueologia. A mais recente tecnologia de tomografia computorizada permitiu desvelar alguns segredos que obtiveram mesmo repercussão na imprensa mundial.


Um documentário que cruza histórias – de vida, de amor, de drama – de homens e mulheres que não conseguiram suportar a separação e levaram o ciúme ao extremo mortal. Homens e mulheres que mataram por amor, há 50 anos ou em pleno século XXI, num filme em que os relatos pessoais da tragédia levam-nos a uma realidade mais vasta: a moralidade e os costumes de um país que nós próprios nem sempre conhecemos.


Viagem ao longo da maior estrada portuguesa. A Estrada Nacional 2 atravessa o País de norte a sul, como uma enorme coluna vertebral, em torno da qual se desenrola a essência de vidas diversas, longe do litoral sobrepovoado e desenvolvido. São 737 quilómetros de histórias. Dos motards algarvios ao oleiro de Brotas, do tratador de lontras, em Mora, ao casal de cesteiros à beira da estrada, passando por Vila de Rei – o verdadeiro centro geodésico do território –, à antena situada na Pampilhosa da Serra, para ver as estrelas mais perto, ou rumando à beleza ancestral do Douro, este documentário é uma maravilhosa jornada de descoberta.